.mail


falarparadentro@sapo.pt

.posts recentes

. Alguém se lembra do ébola...

. Forever Young

. Espécie de Kipling de Set...

. Da emoção e isso

. Colheitas e consumos

. Do verbo arriscar

. Espera aí que no fim do m...

. Desabafo de pastelaria

. Levanta-se a onda

. Falar bem da terra

.arquivos

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Janeiro 2011

. Outubro 2009

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

Add to Technorati Favorites
Quinta-feira, 10 de Janeiro de 2008

Sacos

 

A minha imagem de marca é o saco de plástico. Se o Joe Berardo veste negras fatiotas e o Sartre fazia-se transportar de cachimbo lascivo-existencialista, eu trago um saquinho na mão. Tenho, por omissão lamentável, negligenciado o hábito nestes dias. Ontem voltei a ser o que era: cheguei à repartição com um gordo saco, afundado de jornais e papelada. O facto foi notado pelo funcionário que se senta ao meu lado. Escusava era de ter registado, em pose satírica, dois "novos" e "lamentáveis" sinais de cariz metrossexual: uma agenda moleskine e o último número da Time Out.

publicado por Nuno Costa Santos às 18:43
link do post | favorito

.pesquisar

 

.Dezembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.favorito

. Solitude standing

. God is not dead

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds