.mail


falarparadentro@sapo.pt

.posts recentes

. Alguém se lembra do ébola...

. Forever Young

. Espécie de Kipling de Set...

. Da emoção e isso

. Colheitas e consumos

. Do verbo arriscar

. Espera aí que no fim do m...

. Desabafo de pastelaria

. Levanta-se a onda

. Falar bem da terra

.arquivos

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Janeiro 2011

. Outubro 2009

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

Add to Technorati Favorites
Segunda-feira, 15 de Outubro de 2007

Desordem do Dia

Figurantes
 
 
Preocupa-me a irascibilidade do primeiro-ministro com as manifestações que, aqui e ali, lhe dedicam. Tenho, aliás, passado os dias a pensar como é que Sócrates pode sair deste ambiente de confronto. E cheguei a uma serena conclusão. José Sócrates, que é frequentes vezes acusado de convocar figurantes para alguns dos seus eventos, devia começar a convocar figurantes para as manifestações que lhe fazem. Ou seja: em vez de militantes do PC a gritarem reivincações e insultos, teria à sua espera figurantes que fariam as contestações que lhes fossem pedidas. Ou até, quem sabe, elogios e piropos. Com salvas de palmas pelo meio. Tudo depende do preço. Apresse-se, no entanto, o nosso primeiro. Diz que o programa do Goucha não está a pagar nada mal.
 
 
 
Fantasmas na Casa Branca
 
Jenna Bush, filha do presidente dos Estados Unidos, afirmou publicamente que a Casa Branca está cheia de fantasmas e que por isso tem medo de lá dormir. Jenna diz ter ouvido música de ópera a sair da lareira do seu quarto - o que pode indiciar que há um certo elitismo nas assombrações da White House. Na verdade, Jenna não foi a primeira a sentir a presença de espíritos no local. Já vários cidadãos declararam ter avistado o esguio fantasma de Abraham Lincoln e outros disseram ter  visto a mulher do segundo presidente dos EUA a carregar roupa para o East Room. E hoje em dia? Bem, hoje em dia, para muitos, há os relatos de George Bush sobre o seu encontro diário com o fantasma do terrorismo. E existe o caso de Hillary. Hillary? Sim, Hillary. Caso vença as eleições do próximo ano, a mulher do senhor Bill  terá encontro marcado com um fantasma: o de Mónica Lewinsky , a funcionária que, na sala oval do edifício, praticava sexo oral com uma pessoa dos seus conhecimentos.
 
 
 
 
Observatório Quente
 
 
 
 
 
 
O julgamento do dono do Passerelle deve estar a ser seguido, mais ou menos em silêncio, pela comunidade de machos latinos lusa. A coisa, na verdade, tem a sua complexidade: é que se, por um lado, é justo condenar quem se dedica ao tráfico de seres humanos, por outro, é extremamente desagradável ao cidadão ficar privado de corpos perfeitos e de movimentos sexy. Sim, para muito boa gente, o dono do Passerelle devia, pelos seus serviços prestados, ser condecorado pelo presidente da República, não preso. Esta semana, Jorge Lacão, manifestando a sua inquietação com o assunto, anunciou que, em breve, será criado um observatório. Com todo o respeito que o tema me merece, não posso deixar de fazer uma pergunta: como é que será chamado o observatório. Observatório para o Table Dance?
 
 
 
 
(crónicas do "Visita Guiada", programa das manhãs de fim-de-semana do Rádio Clube Português)
publicado por Nuno Costa Santos às 11:00
link do post | favorito

.pesquisar

 

.Dezembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.favorito

. Solitude standing

. God is not dead

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds